quarta-feira, 16 de junho de 2010

O MAIS IMPORTANTE EM SER CRISTÃO


“Mas temo que, assim como a serpente enganou Eva com a sua astúcia, assim também sejam de alguma sorte corrompidos os vossos sentidos, e se apartem da simplicidade que há em Cristo.” 2 Co.11.3    
 
O que há de mais importante em ser cristão? O que devo esperar do cristianismo? Quais sãos os fundamentos e bases do cristianismo verdadeiro? Qual deve ser a bandeira do  verdadeiro cristão?



Para o cristão o mais importante deve ser a experiência de se viver os valores que são inerentes ao cristianismo: a Fé, o amor e a esperança(1 Co.13.13).São desses valores que serão gerados no mundo: fidelidade, humildade, respeito ao próximo e sobretudo  a Deus.

Outrossim, para o cristão o mais importante não é ter sua conta bancária privilegiada, pois, não foi objetivo de Cristo, promover nenhuma revolução capitalista ao subir na Cruz. O preço pago por Ele ali, referia-se a Cédula do Pecado, que era contra nós (Cl.2.14). Embora este preço pago tenha custado o Seu próprio sangue(2Pe.2.9).

Assim, enquanto cristão, o mais importante é seguir os passos de Cristo - o homem das alparcas empoeiradas e  mãos calejadas pelo serviço do Reino. Aquele que teve a  pele queimada pelo sol das missões do amor. Cristianismo é SER. Se quisermos TER que tenhamos e devamos o Amor.

Portanto, a Fé é o valor e o sentimento  mais indispensável no coração de um cristão, independente  da conta bancária ou bolso  estarem cheios ou vazios. O amor é o bem de valor maior que deve adornar as vestes de um cristão, mesmo que ele esteja vivendo em nudez ( Rm.8.32). A Fé que recebemos de Cristo, deve ser a principal motivação de nossa batalha. A fé é uma batalha. Ela é a vitória que vence o mundo. Que nenhum cristão jamais se esqueça disso.

Desta forma,  o Cristianismo em suas relações de fé, não deve ser tratado como uma espécie de barganha ou trocadilhos. Não é o Cristianismo uma filosofia ou teoria da compensação. Você se torna um cristão por aceitar o sacrifício de Cristo, a fim de andar em conformidade com as normas e fundamentos do cristianismo, por meio da Fé, e isto, independe do TER.

Cristianismo é SER. Enquanto não se atentar para esses fatos, teremos que conviverer em nossas igrejas com todo tipo de cristão: apáticos, interesseiros, decepcionados, frustrados, sensuais, sem afeição, carnais e outros mais.

É inadimissível, do ponto de vista cristão, que alguém tenha uma vida desregrada, vivendo a bel-prazer e ainda assim, continue se declarando como cristão. Um cristão, por exemplo, não pode ter o seu coração apegado a valores transitórios desta vida, como em bens materiais, tornando-se ganancioso, orgulhoso,  arrogante e  prepotente.
Cristianismo não é triunfalismo. Cristianismo é fé e,  fé é mudança de comportamento e/ ou atitudes. Há quem queira transformar o cristianismo em qualquer corrente filosófica. O Cristianismo já tem suas bases e fundamento - CRISTO, uma rocha inabálavel.

Finalmente, ao contrário do que muitos pregam e acreditam, não é o cristianismo uma tendência filosófica ou uma experiência vivenciada apenas por Cristo. Cristianismo é o caminho daqueles que aceitaram o sofrimento, a morte, para viverem a ressureissão e a glorificação de Cristo. Se com Ele morremos, com Ele, também, viveremos (Rm.6.8).

Com isto, se até hoje você tem encarado o Cristianismo  como uma experiência apenas teórica, hoje mesmo deves tomar uma decisão. Cristianismo é atitude.

Você não é obrigado a seguir a Cristo,  mas, é obrigado a honrá-lo e respeitá-lo enquanto andar com Ele. Essa é a bandeira do cristianismo.

Tenho dito.
Bendito!

Marizan di carvalho

2 comentários:

QUEM LEU?