sexta-feira, 31 de dezembro de 2010

QUE VENHA 2011!

Eu estava aqui meditando no seguinte trecho das escrituras que eu considero essencial nessa passagem de ano:


"Por isso diz: Desperta, tu que dormes, e levanta-te dentre os mortos, e Cristo te esclarecerá; Portanto, vede prudentemente como andais, não como néscios, mas como sábios. Remindo o tempo; porquanto os dias são maus." (Efésios 5.14-16)




 PASSAGEM


Um dia
Tudo passara:

Momentos

Festivos momentos!...

Dias sofridos

Vividos de sonhos!...
Esquecidos...não sei...
Sorridos dias!...

A vida passa entre gemidos e sorrisos, meu Deus!

Um dia tudo passará...
O choro
Da gélida face triste
De quem sorriu tão pouco
Na extensa Vida
De passos tão agíeis
De cenas momentâneas...
Um dia tudo passará!

Eu espero o dia
Em que um dia valerá
Por todos os dias...
Festivo dia!

Dia desses tombaremos esta página!
Deste livro Vida
Oh! extensa página!
A última...

O fim não vem...
Nem sei qual será
O fim...
Quando tudo terminar!...

Não importa agora
Pois o que importa é virar a página
Deste Livro Vida...

Pois a vida é um livro que escrevemos em páginas que não sabemos ler.

E, ao fechar o livro
Dormirei o sono feliz
Quando tudo terminar!...

 Marizan di Carvalho
(obra registrada)

sexta-feira, 17 de dezembro de 2010

O Natal chegou!...(2)


 O NATAL DO PAPAI NOEL


Embora haja muitas especulações quanto à figura do papai Noel, tradicionalmente, ele se apresenta de barba longa e branca, trajando um casaco vermelho de golas longas, combinando assim com as tonalidades do enorme saco de presentes.

Obviamente, que sua lendária história está associada a São Nicolau de Mira, que tendo vivido no III século depois de Cristo, teve desentendimentos com a Igreja, perdendo assim, a liderança da mesma, o que o levou ao trabalho voluntário de cuidar de crianças e necessitados. Mais tarde, torna-se santo padroeiro da Rússia, da Grécia e Noruega, sendo muito celebrado pela Igreja ortodoxa.

Apesar da história de papai Noel estar associada com a de São Nicolau nas diversas culturas, o bom velhinho que há bastante tempo distribui presentes para crianças pobres e de bom comportamento, tem feitos aparições cada vez mais sofisticadas nas mais diversas camadas sociais. Como prova disto sãos as mais variadas opções de presentes, em tamanhos, cores e preços, que se distribui nesta época do ano em todo o mundo.

Apesar de sua popularidade,as comemorações alusivas ao natal e a difusão de seus ensinamentos, já foi alvo de muitas discussões em paises considerados protestantes.Houve época em que nesses países essas comemorações foram proibidas pela Igreja, devido a apologia que se fazia ao paganismo, o que contrariava alguns seguimentos do cristianismo.

Outro ponto a destacar, além da idolatria em torno de São Nicolau, que deu origem a papai Noel, é a forte associação de sua imagem ao consumismo e ao comércio em geral. Há quem diga que sua atual imagem esteja ainda, associada à coca-cola, devido às cores vermelhas e brancas de seus trajes.

Assim, se por um lado a imagem do natal está associada ao nascimento de Jesus, embora não seja aceito pela tradição judaica, por outro, vem sempre entrelaçada aos valores pagãos, consumistas e meramente comerciais de Noel, que uma vez ao ano da as caras e as barbas para fazer caridades e prestar formalidades.

No próximo post falarei do Jesus do natal e do natal de Jesus.

Tenho dito.

 Marizan di Carvalho

segunda-feira, 13 de dezembro de 2010

O Natal chegou!...(1)

Então, é Natal!...


As ruas de tão enfeitadas, nem parece as mesmas. Há luzes e pisca-piscas por toda parte. Há um brilho diferenciado desde a mais simples até a mais sofisticada arquitetura das lojas e shoppings das cidades. Nas casas, as árvores de natal ganham espaço, novamente, no canto da sala.  


Papai-noel, chegou! E, com ele o tradicional saco vermelho, como acredita as crianças, cheio de brinquedos. Pela imensidade de encomendas e o pouco tempo que resta, não é provável que tenha vindo de trenós...afinal, na era da velocidade, há infinidades de opções modernas  e pode ser que  o clima não favoreça a vinda, de trenós...

Então, é natal...


O mercado cresceu. A demanda aumentou. A lista de entrega, também. Há muito mais o que se distribuir agora e, de fato, de trenós, é mesmo inviável cumprir a tarefa. Mas, se mesmo assim, não resolver, o velho Noel, não terá que se preocupar com esse detalhe, pois, contará, nesse natal, com a prestativa comitiva do consumismo. Ela está bem aparelhada para qualquer eventualidade, desde que se combine o preço e parcele a conta. Qualquer coisa é só passar o cartão e dividir em até 12 vezes.

O natal chegou!...o presente já está sendo comprado e bem embrulhado. O pagamento, sei lá, a conta vem depois. Afinal, os valores do natal, já não são os mesmos. Era o tempo em que as  suas origens tinham como fonte, o coração do homem, cujo valor era a simplicidade e o amor...onde o principal foco era o nascimento de Cristo.

Mas, chegou o Natal! Período em que os homens tecem os seus discursos. Se demagogos ou não, não se sabe. Época ou véspera de se fazer o bem. Amar o próximo. Fazer caridade. Como se para práticas de obras tão sublimes, fosse conveniente estabelecer tempo ou época... fato é que o natal chegou!...

Marizan di Carvalho
Continua.....

sábado, 13 de novembro de 2010

POESIA

O relógio e o tempo


Por quanto tempo ainda me perseguirá?
 Desde o meu nascimento, até a minha morte, o relógio marcará a minha trajetória. 
Ele estará presente no meu dia-a-dia...
Sentencialmente...
Crucialmente...

O seu formato, não importa.
Circular ou retangular. De ponteiros dourados ou não...
Ele medirá o meu tempo, determinará acontecimentos. 

O relógio trabalha noite e dia pontuando e apontando em seu tic-tac o “melhor tempo” para mim.

O colorido de suas formas geométricas se mistura ao colorido dos acontecimentos que ele vai pintando...

O mundo seria um andarilho errante, se o relógio não fosse o senhor do tempo.

Não fosse ele, eu caminharia livremente a senda da existência, movido apenas, pelo tic-tac do meu coração!

Assim, esse indizível bem, presente em minha vida, do princípio ao fim, objeto quase insignificante, movido pelos ideais de seus minúsculos ponteiros, que apontam para o presente e para o futuro, não para e nem descansa na longa estrada do Tempo...

E assim, sigo nesse ritmo do Tempo... ao som das horas...
A vida prossegue na marcha e versos do “tic-tac” do relógio.

Marizan di Carvalho
Poesia registrada/2009

quarta-feira, 13 de outubro de 2010

493 anos de Reforma Protestante


"..como está escrito: mas o justo viverá da fé..." (Rm.1.17)

No próximo dia 31 de outubro, fará 493 anos da Reforma Protestante.
Em 95 teses, Martinho Lutero, precursor da Reforma Protestante, fundamentou a doutrina da salvação pela fé, argumentando que, nem indulgências, nem sacrifícios poderiam sobrepor à graça do Evangelho, justiça de Deus de fé em fé.

Transcorridos quase meio milênio desde que o monge Alemão redescobriu a verdade, de parecer paulino, sobre a salvação como processo contínuo da fé, é preciso atentar ao fato de que o meio pelo qual se toma posse da salvação e das bençãos dela advindas é a fé no Evangelho do Senhor Jesus (Rm.1.16). Lamentavelmente, o cenário cristão protestante não tem sido aquele deixado por Lutero, pois, apesar de tudo, os amuletos e indulgências dos tempos modernos, insistem em permanecer.

Assim, muitas práticas que foram alvos de protestos luteranos, agora voltam pela porta da frente. Como reagiria o reformador protestante Martinho Lutero, se vivo, soubesse que a Igreja Luterana de hoje, coaduna, em tese, com as mesmas opiniões e até práticas vivenciadas pela Igreja Católica Romana, contra quem tanto combateu durante a reforma?

Vamos analisar a questão de forma mais abrangente. O que dizer de algumas práticas cristãs duvidosas, que querem a qualquer custo, vender a benção? rosas, sal grosso, azeite de Israel, água (quase) benta,e tantos outros amuletos, fazem parte deste mercado. Há igrejas que até ensinam que quem dá a oferta maior, receberá uma benção maior. Ora, não era isto que condenava Lutero? Isto, também, não seria modernas práticas de indulgências?

Diante disto, chego a uma conclusão. depois de quase 500 anos, o cristianismo protestante está precisando de uma nova reforma! Não precisamos de avivamento, precisamos de Reforma, cujo fundamento seja, de novo, o Evangelho:

“... Porque nele se descobre a justiça de Deus de fé em fé, como está escrito: Mas o justo viverá da fé.

Finalmente, se depender de mim, o cristianismo protestante terá futuro seguro. Ser evangélico pode estar na moda, mas, se as práticas cristãs, não estiverem fundamentadas no Cristianismo Protestante, o da Reforma, dificilmente a fé terá ibope!

Viva a Fé viva no Deus Vivo e isto basta!

Tenho dito, bendito!


Marizan di Carvalho

terça-feira, 21 de setembro de 2010

O VOTO E A FÉ

"Aquele, pois, que sabe fazer o bem e não o faz, comete pecado." Tg.4.17;

No próximo dia 03 de outubro, o Brasil experimentará um novo desafio na política:  escolher os seus represetantes e governantes para os próximos quatro ou oito anos. É um desafio, porquê num período em que o país acaba de atravessar uma crise de valores éticos, trazida por uma enxurrada de escândalos e cassações em massa, na política brasileira,  parece impossível que só a democracia seja capaz de resolver este
dilema pró-cidadania ou pós-guerra

Ao relermos a história das civilizações, não temos dúvida de que a fé e a política sempre andaram juntas, em seus mais remotos episódios. Perfazendo as diversas culturas até chegar ao povo hebreu ou povo bíblico, notamos que YAVEH, o Senhor Deus, a quem os hebreus serviam, escolhia e enchia do seu Espírito homens e mulheres que pudessem dirigir o Seu povo, segundo a Sua vontade por longos período. Era o governo de Deus - a teocracia.

No entanto,  esse tempo passou. E assim, como as nações pagãs, o povo hebreu, também, foi autorizado pelo Seu Deus a fazerem as suas escolhas, embora, se perceba que a Vontade Absoluta de YAVEH, prevalecesse na Vontade Permissiva dada ao povo. O Povo escolhia, mas, Deus aprovava ou não a forma em que cada um governava. E algumas escolhas, feitas pelo povo hebreu, até foram trágicas, tendo o  Seu Deus que intervir por diversas vezes. E, por muitas vezes o povo gemeu por causa de suas escolhas.

Hoje não se trata apenas do povo hebreu. Não é apenas o povo de YAVEH. São milhares e milhares espalhados por esta nação, povo de YESHUA ( Jesus), cristãos que defendem e que possuem valores inerentes à sua fé. Que não pode consentir com erros que contrariam esses princípios, nem tão pouco ser omisso em seu dever.

De fato, cristão vota em quem defende os principios cristãos. Enquanto cristãos nâo podemos votar em quem quer legalizar o aborto, por exemplo, ou em  quem deseja estatizar a família - obra prima de Deus. Não podemos votar em candidatos, no dia 03 de outubro, que já fecharam "acordos macabros" com relação àqueles que professam sua fé em Cristo. Precisamos entender que pecamos não só por fazer o mal , mas, pecamos também, por deixar de fazer o bem que sabemos fazer.  A isto chamamos de omissão. Não é hora de sermos omissos.

Portanto, antes de comparecer às urnas levando seu título eleitoral e um documento com foto, reveja seus conceitos. Atente para a Palavra de Deus e para a consciência cristã. Não vote nulo, pois, quem vota nulo favorece a quem não defende os seus princípios e se torna omisso nas decisões. Veja as fichas dos candidatos. Compare-as com os princípios bíblicos e/ ou cristãos. Não é importante apenas que o candidato tenha "ficha limpa", mas, que defenda a família e os seus princípios.

Em se tratando de democracia e política a vontade é de Deus, mas, a escolha é sua. Tomara que ela seja feliz, para que o povo não gema. Tomara que ela seja feita com consciência e fé, para que Deus não tenha que intervir, depois do choro.

Assim,não se venda.Não se corrompa. Nã se iluda. Vote com a fé que professas em Cristo. Você não é um cidadão e um cristão. Você é um cidadão cristão. Não dá para separar isso.

Tenho dito, BEM DITO.

Bendito!
 Marizan di Carvalho

quinta-feira, 9 de setembro de 2010

A mordomia do corpo, alma e espírito



"E o mesmo Deus de paz vos santifique em tudo; e todo o vosso espírito, e alma, e corpo, sejam plenamente conservados irrepreensíveis para a vinda de nosso Senhor Jesus Cristo." 1 Ts. 5:23

Para a doutrina cristã o ser humano é formado de corpo, alma e espírito. O corpo é a casa da alma e a alma é quem dá movimento ao corpo e não o corpo à alma como muitos imaginam. E o espírito humano é o combustível que move tudo isso. Assim, precisam estar em harmonia.

Ao escrever a primeira epístola aos Tessalonicenses , o apóstolo Paulo recomenda que todo o espírito, alma e corpo, fossem conservados irrepreensíveis ou santos para vinda do Senhor. Consagrados quer dizer, dedicados de forma exclusiva. Notem que o texto diz "todo" e não, uma parte ou apenas este e aquele não.

Desta forma, tanto o corpo, quanto a alma e o espírito,  são de uma mesma proporção, importantes para Deus. Devem ser tratados na mesma medida da fé e com a mesma  responsabilidade como para agradar a Deus e não aos homens, porque dEle e para Ele são todas as coisas.

"Rogo-vos, pois, irmãos, pela compaixão de Deus, que apresenteis os vossos corpos em sacrifício vivo, santo e agradável a Deus, que é o vosso culto racional." Rm.12.1

 Assim, para aqueles que dizem que Deus quer apenas o coração, cometem um equívoco do ponto de vista teológico. É impossível que haja coração puro e santo, sem que  alma, espírito e o corpo deem testemunho evidente disto. Pois, os sacrifícios que agradam a Deus, de acordo com a Sua palavra, são corpos em sacrifício vivo santo e agradável. Isto é culto que tem razão ou racional.

"...para que experimenteis qual seja a boa, agradável, e perfeita vontade de Deus.".Rm.12.2

Entretanto, para que possamos dedicar-nos de forma integral ( corpo,alma e espírito) , afim de que experimentos a Vontade de Deus, que é boa, perfeita e agradável, precisamos atentar para os seguintes  cuidados básicos:

ESPÍRITO:
(disposição mental;alma racional)

É com o espírito que se adora a Deus, conforme João 4.24..."Deus é espírito e importa que os que o adoram o adorem em espírito e em verdade.."
O espírito humano é a disposição mental  para as coisas espirituais. é donde germina as coisas boas que dão fruto para Deus. N alma, recebemos de Deus. No espírito damos a Deus.

CUIDADO com os sentimentos negativos e carnais. Não deixe que o diabo encha o seu coração.

Assim, deve o espírito humano,   pensar nas coisas que são de cima, e não nas que são da terra . ( Cl.3.2)
CUIDADO com a SPA( Síndrome do Pensamento Acelerado). Ocupe o seu espírito ou mente com coisas boas. E principalente, com a melhor delas - adorar a Deus.

"Quanto ao mais, irmãos, tudo o que é verdadeiro, tudo o que é honesto, tudo o que é justo, tudo o que é puro, tudo o que é amável, tudo o que é de boa fama, se há alguma virtude, e se há algum louvor, nisso pensai. Fp 4:8.

ALMA:
(o que move o corpo físico;sentimentos – Fp.4.8)
 
FAÇA DIARIAMENTE  a sua higiene mental, assim como você faz  do corpo. Higienizar a alma é o mesmo que desenvolver bons hábitos. é possível que se faça isso, por meio da meditação na Palavra de Deus, pois, Ela é viva e eficaz sonda a alma e o espírito do homem. É por meio da alma que  o fruto do Espírito Santo é desenvolvido. 

PRATIQUE boas obras concernentes aos ensinamentos cristãos, promovendo lazer e momentos saudáveis com amigos e familiares, inclusive com os da Família da fé.

FUJA dos sentimentos e paixões carnais, dentre os quais podemos destacar: o ódio, a sensualidade,as dissensões, e tantos outros (confira Gl.5.17-22).

CORPO: 
( Expressão física da alma -1 Co.6.19-20;1 Ts.5.23)

CUIDE da higiene pessoal. O seu corpo é a morada de Deus. Você é a imagem do seu Criador.
 FAÇA uma alimentação saudável e balanceada. Você é templo do Espírito Santo!
DURMA pelo menos 8 horas diárias. Descanse bem. Este descanso refletirá em sua saúde físisca, mental e espiritual.
 FAÇA exercícios físicos diariamente (natação,cooper, ciclismo,etc). Isto cooperará para o equilíbrio tão necessário entre corpo,alma e espírito.
NÃO use Drogas lícitas ou ilícitas ( anabolizantes, bebidas alcóolicas, Red Bull e tantas outras...cuidado).

HONRE A DEUS e a você mesmo. Não exponha o seu corpo de forma indiscriminada.
PENSE NISTO: “ Seu corpo é  a sua imagem. E a sua imagem é a imagem de Deus”...

E assim, virá o Senhor buscar um povo seu, zeloso especial e de boas obras.

Tenho dito, bem dito.


Marizan di Carvalho

terça-feira, 31 de agosto de 2010

Dito Poético

O CHORO E A SEMENTE

" o choro pode durar uma noite, mas, a alegria virá pela manhã.." Sl.30.5

Tem choro que de tão insistente parece eterno
Que de tão silencioso parece não ter fim...
Choro que vem da alma e fica aqui no peito da gente...

E vai sufocando a esperança.
apertando a alma
Choro que não se sabe a hora de chegar
Nem se vai embora..
E fica essa canção sem fim..
que rasga o peito como rasga a terra..
e vai regando na gente
essa semente!
e lavando tudo...

Choro longo e duradouro
como a noite...
 silencioso...
insistente...
abundante...
Não importa!...
A alegia virá pela manhã!
E, somente amanhã saberei o quanto esse choro valeu a pena!...

Chore toda a lágrima do peito!
Sare toda a dor do teu pranto...

Quem leva a semente de grande valor
Enquanto vai chorando
voltará trazendo nos seus braços
os feixes da alegria!


Marizan di Carvalho

segunda-feira, 23 de agosto de 2010

ESTOU DE VOLTA!...


 Saudações, queridos leitores!

Estou de volta..dessa vez pra ficar! é que andei meio corrido, por aqui. Palestras, pregações...o dia-a-dia...cumprindo o IDE. A partir de agora, vou publicar os artigos sempre quentinhos.O pão diário, sabe como é?...eu creio que o Espírito Santo, meu ajudador, me dará ainda muitas mensagens inspiradas!..poesias, artigos, reflexões, conselhos,e muitos mais.

Então, vamos agir! abrir a mente e o coração. Falar e ouvir. calar e escrever.

E, assim, vamos conhecer muita gente. Mandar muitas mensagens para o mundo. Interagir e imergir no mundo da Graça. Dizer bem, todo o bem de Deus - "Ditos & Benditos".
 


GRAÇA E PAZ!  



Marizan di Carvalho

terça-feira, 13 de julho de 2010

O Cristão e a responsabilidade


" Como escaparemos nós, se não atentarmos para uma tão grande salvação, a qual, começando a ser anunciada pelo Senhor, foi-nos depois confirmada pelos que a ouviram;" Hebreus 2:3





Desde que fomos chamados por meio da fé para seguir os ensinamentos de Cristo, passamos a entender que a vida cristã deve ser regida pela renúncia dos desejos transitórios assumida pela responsabilidade que é inerente à Salvação.

Embora a salvação e o cristianismo sejam experiências vivenciadas por meio da Graça de Deus e não de obras e méritos humanos, isto não isenta nenhum cristão de assumir as responsabilidades  que  lhes são pertinentes. Ele precisa entender que seus atos são medidos e pesados na balança da Graça.


Sendo a Graça um favor imerecível,  exigirá do cristão, consequentemente, maior responsabilidade  quanto ao seu viver e conduta diante de Deus e do mundo em todos os seus aspectos. Não é pelo fato de Cristo ter pago o preço pela  salvação, que o cristão deve se comportar de qualquer maneira, alheio aos princípios e valores pertencentes a ela. A graça não nos isenta da responsabilidade. A salvação e o viver que recebemos por meio da Graça, das mãos de nosso Senhor Jesus Cristo, requer de cada um de nós cuidados e zelos quanto a este Dom gratuito. Devemos guardar o que temos para que ningém nos roube a coroa (Ap.3.11).

Entretanto, é alarmante o número de cristãos que assumem um comportamento cada vez mais indiferente à fé que um dia receberam. Ao invés de assumirem o compromisso e o zelo desta tão grande salvação, preferem viver de qualquer maneira, alegando sempre o velho engano de  que uma vez salvo, salvo para sempre. Outros, simplesmente,vivem uma vida desregrada embaraçados em todo tipo de pecado, enganos  e sensualidades  e vivem culpando o diabo pelo modo vergonhoso com que vivem. Possuem um cartão de membro de sua igreja, sem contudo atentarem para o significado de pertencerem ao corpo de cristo.

Quando a voz de Deus passeava no Éden a procura de Adão e Eva,  na ocasião em que caíram do plano de Deus, estes acharam mais conveniente culparem um ao outro e, posteriormente, a serpente, do que assumirem as suas faltas de vigilancia e compromisso. Adão dizia: "foi a mulher que o Senhor me deu"...-Ora, além de culpar a mulher estava ele culpando a Deus pelo seu próprio erro. Não seria mais fãcil que ele tivesse assumido o seu erro? Eva, porém,  numa atitude mais ética, mas, não diferente da que assumira Adão, culpou a Serpente: - " a serpente nos enganou"...- Ora, seria mais conveniente culpar a serpente, do que assumirem seus erros.


 De fato, a serpente os havia tentado, porém, eles lhes deram lugar. É por este exemplo que a Bíblia nos aconselha a  resistirmos e não darmos lugar ao Diabo.(Ef. 4.27;Tg.4.7-8).
E assim, concluímos que embora a salvação nos tenha sido dada por meio da Graça,  o fato de  sermos tentados por satanás, a serpente, todos os dias, não pode nos isentar de  nossa responsabilidade quanto  à fé e a Liberdade da Graça que DEle recebemos. Ao ser tentado, não poderá o cristão ceder. E, se ceder não poderá, simplesmente, responder para Deus: - " ah, Senhor , a Serpente me enganou...E o compromisso assumido com Ele?

É preciso orar e vigiar. Honrar a fé e o nome de Jesus. Vivermos a liberdade com que Ele nos comprou, na responsabilidade e compromisso de quem sabe o valor desta Fé.

Tenho dito.
Bendito!


Marizan di carvalho

quarta-feira, 16 de junho de 2010

O MAIS IMPORTANTE EM SER CRISTÃO


“Mas temo que, assim como a serpente enganou Eva com a sua astúcia, assim também sejam de alguma sorte corrompidos os vossos sentidos, e se apartem da simplicidade que há em Cristo.” 2 Co.11.3    
 
O que há de mais importante em ser cristão? O que devo esperar do cristianismo? Quais sãos os fundamentos e bases do cristianismo verdadeiro? Qual deve ser a bandeira do  verdadeiro cristão?



Para o cristão o mais importante deve ser a experiência de se viver os valores que são inerentes ao cristianismo: a Fé, o amor e a esperança(1 Co.13.13).São desses valores que serão gerados no mundo: fidelidade, humildade, respeito ao próximo e sobretudo  a Deus.

Outrossim, para o cristão o mais importante não é ter sua conta bancária privilegiada, pois, não foi objetivo de Cristo, promover nenhuma revolução capitalista ao subir na Cruz. O preço pago por Ele ali, referia-se a Cédula do Pecado, que era contra nós (Cl.2.14). Embora este preço pago tenha custado o Seu próprio sangue(2Pe.2.9).

Assim, enquanto cristão, o mais importante é seguir os passos de Cristo - o homem das alparcas empoeiradas e  mãos calejadas pelo serviço do Reino. Aquele que teve a  pele queimada pelo sol das missões do amor. Cristianismo é SER. Se quisermos TER que tenhamos e devamos o Amor.

Portanto, a Fé é o valor e o sentimento  mais indispensável no coração de um cristão, independente  da conta bancária ou bolso  estarem cheios ou vazios. O amor é o bem de valor maior que deve adornar as vestes de um cristão, mesmo que ele esteja vivendo em nudez ( Rm.8.32). A Fé que recebemos de Cristo, deve ser a principal motivação de nossa batalha. A fé é uma batalha. Ela é a vitória que vence o mundo. Que nenhum cristão jamais se esqueça disso.

Desta forma,  o Cristianismo em suas relações de fé, não deve ser tratado como uma espécie de barganha ou trocadilhos. Não é o Cristianismo uma filosofia ou teoria da compensação. Você se torna um cristão por aceitar o sacrifício de Cristo, a fim de andar em conformidade com as normas e fundamentos do cristianismo, por meio da Fé, e isto, independe do TER.

Cristianismo é SER. Enquanto não se atentar para esses fatos, teremos que conviverer em nossas igrejas com todo tipo de cristão: apáticos, interesseiros, decepcionados, frustrados, sensuais, sem afeição, carnais e outros mais.

É inadimissível, do ponto de vista cristão, que alguém tenha uma vida desregrada, vivendo a bel-prazer e ainda assim, continue se declarando como cristão. Um cristão, por exemplo, não pode ter o seu coração apegado a valores transitórios desta vida, como em bens materiais, tornando-se ganancioso, orgulhoso,  arrogante e  prepotente.
Cristianismo não é triunfalismo. Cristianismo é fé e,  fé é mudança de comportamento e/ ou atitudes. Há quem queira transformar o cristianismo em qualquer corrente filosófica. O Cristianismo já tem suas bases e fundamento - CRISTO, uma rocha inabálavel.

Finalmente, ao contrário do que muitos pregam e acreditam, não é o cristianismo uma tendência filosófica ou uma experiência vivenciada apenas por Cristo. Cristianismo é o caminho daqueles que aceitaram o sofrimento, a morte, para viverem a ressureissão e a glorificação de Cristo. Se com Ele morremos, com Ele, também, viveremos (Rm.6.8).

Com isto, se até hoje você tem encarado o Cristianismo  como uma experiência apenas teórica, hoje mesmo deves tomar uma decisão. Cristianismo é atitude.

Você não é obrigado a seguir a Cristo,  mas, é obrigado a honrá-lo e respeitá-lo enquanto andar com Ele. Essa é a bandeira do cristianismo.

Tenho dito.
Bendito!

Marizan di carvalho

QUEM LEU?