sexta-feira, 22 de março de 2013

Até o fim!...




Hoje estive pensando um pouco sobre fé. Sobre estes anos todos que tenho caminhado rumo à pátria celestial.

Quando criança,  lí o livro O Peregrino, de Juan Burnian, muito conhecido no meio cristão, por sinal. O tal  livro narrava a trajetória de um jovem peregrino rumo à  pátria celestial, em meio aos desafios, provações e tentações. Só lendo, mesmo...

Bem, mas, o que tem haver o tal livro com o que eu quero falar aqui? Tem haver com essa batalha da fé que lutamos todos os dias, nessa estrada rumo à Eternidade. .

Desde que confessei a Cristo como Senhor e Salvador, quando ainda tinha 09 anos,que assumi um compromisso com Ele definitivo e sem volta; enquanto viver aqui vou serví-lo: forte ou fraco. Caminhando ou correndo; voando ou me arrastando.Enquanto estiver nesta terra...


Depois de 24 anos de fé, já pude entender e experimentar muita coisa sobre a infinita Graça e a novidade de vida chamada Jesus. Passei minha infância, adolescência e agora, minha juventude inteira servindo nesse Caminho. Aprendi o que significa esperar no Senhor. Foi assim que me mantive de pé durante todo esse tempo.Aprendi a distinguir entre Fé, razão e emoção. Por isso, posso dizer que alcancei o crescimento e  a maturidade espiritual!.


Foram muitos os desafios que enfrentei enquanto cristão- protestante ou crente, mas, isso não foi motivo para me fazer negar a fé. Nunca adotei uma postura de quem fica em cima do muro. De quem não sabe o que quer. Lembro-me que desde criança sempre frequentei a escola bíblica dominical.E eu, eu mesmo, acordava sozinho nas manhãs de domingo para ir às aulas. Não tinha mãe para me acordar no horário, nem para preparar o lanche para mim, pois, quando tinha 03 anos de idade ela faleceu...mesmo assim,  quando me perguntavam o que eu queria ser quando crescesse, eu respondia: "quero ser pastor!."

Ao completar 12 anos decidi pedir, eu mesmo,o batismo em águas.Diferente de alguns jovens que conheço nos dias atuais que levaram um bom tempo para tomar essa decisão e outros que  estão caducansdo na igreja e se quer atentam para essa importância.

Foi aos 12 anos, também, que recebi o batismo no Espirito Santo, como confirmação do chamado divino para fazer Sua Obra.E desde então, tenho me dedicado ao seu serviço.Atualmente, tenho dedicado mais tempo a escrever; mas,na igreja, já  fui professor de criança, de adolescentes,jovens e, também atuei na formação de novos discípulos, dos quais alguns, já são obreiros, hoje.


Houve um tempo em que tínhamos um grupo de evangelização teatral na igreja. Isso foi em 98, na cidade de Formoso do Araguaia. Confesso que foi um tempo muito bom, de boas recordações... era um notável trabalho de evangelismo que durou 04 anos. Nesse tempo eu devia ter uns 19 anos.Ainda hoje encontramos os frutos daquele trabalho.

Peça teatral, 1998.

Puxa! já escreví isso tudo?!...

Mas,no entanto, toda essa trajetória só terá sentido ou valerá a pena se eu entender que  preciso ir até o fim. Que a promessa é para aqueles que forem perseverantes e não abandonarem o Caminho. A promessa de Vida Eterna e Salvação e para aquele que perseverar até o fim!..

Depois continuo falando. Há muito o que contar e escrever!...


Avante!


Marizan di Carvalho


quinta-feira, 14 de março de 2013

14 de março - Dia Nacional da Poesia



A poesia é a arte  e o dom de expressar os sentimentos, pensamentos e as convicções da  alma. É por isso que sou poeta por convicção. Tenho mais de 50 rascunhos que serão publicados no tempo certo.

 E, numa data tão especial como essa, ao me deparar com os livros poéticos da Bíblia, como é o caso de Salmos, Jó, Lamentações e outros, não poderia deixar  de citar o salmista Davi, o maior poeta e músico das escrituras sagradas, que revela através de sua alma  o sentimento e a devoção, não só do povo hebreu, mas de todos aqueles que invocam o Nome do Senhor em toda a história. Um dos Salmos mais conhecido, é o Salmo 23, uma  linda e singela poesia ao bom pastor.

 Entretanto, é  indiscutível o fato de que a poesia tenha sido utilizada pela fé cristã, como meio de evangelizar e levar esperança e consolo a tanta gente. A exemplo disto, podemos citar alguns poetas brasileiros que professavam sua fé em Cristo, como: a missionária Myrtes Matias, e o jornalista e apresentador Gióia Júnior que escreveram centenas de poesias.

Nesse dia tão especial, como poeta e cristão, gostaria que  postar duas poesias daqueles que em minha concepção, foram os maiores poetas cristãos brasileiros - Myrtes Matias e Gióia Júnior.

No Silêncio
de Mytes Matias

Ajuda-me, Senhor, a ser silenciosa,
fazer tua obra sem ostentação;
ensina-se a dar com a mão direita,
sem que o saiba minha outra mão.

Sei que falas no fragor da tempestade,

no bramido selvagem do mar,
Mas prefiro ver teus dedos nas estrelas,
numa noite silenciosa e de luar.

Sei que falas no tufão que amedronta,

na montanha que se explode no vulcão,
Mas prefiro ver-te no silêncio da planta,
quando tiras uma flor de um botão.

A carroça vazia é que faz mais barulho

ao rodar sobre as pedras da calçada:
a ser um palácio vazio,
ser choupana pobre, porém habitada.

Do livro Encontro Marcado-  Myrtes Matias
SALMO I
 de Gióia Júnor

O Senhor está no barracão da favela
e a fome é menos rude
e o frio é mais ameno;

O Senhor está nos bondes barulhentos
e o cansaço é mais leve
e o perigo é menor;

O Senhor está ao lado dos guardas da noite
e o medo não existe
e não há solidão;

O Senhor está no cais onde os homens trabalham
e os fardos são mais leves
e as horas menos lentas;

O Senhor está nos asilos onde os jovens anseiam
e a Sua presença aquece
como um retorno de mãe;

O Senhor está nos hospitais de indigentes
e a dor desaparece
e o sono logo vem...

Bendito seja o Senhor!
 Bendito seja! Amém!

quarta-feira, 6 de março de 2013

Caminhos


EU QUERO IR ALÉM
DE MINHAS LIMITAÇOES
HUMANAS E INCERTAS
ALEM DESTE CAMINHO MEU...
TÃO PEQUENO
TÃO INCERTO...
EU QUERO IR ALÉM...
ALÉM DESTE CAMINHO MEU...
EXTENSO, VAZIO E IGUAL
À TANTOS CAMINHOS
QUE OS HOMENS PERCORREM
SEM O CONCRETO DA FÉ.
A FÉ...
 EU QUERO PERCORRER 
O CAMINHO DA FÉ.

TÃO CERTO
TÃO SEGURO
CAMINHO DE RUMO CERTO!
DE FORMAS MIL..
DE CORES E FORMAS...
REAL CAMINHO DA FÉ!

EU QUERO IR
ALÉM DE MIM
DESSA DIMENSÃO
HUMANA...
PALPÁVEL
VISÍVEL..

EU QUERO VER
O INVISÍVEL
ALCANÇAR
O INALCANSÁVEL
TOCAR O INTOCÁVEL
EU QUERO IR ALÉM..
DESSE CAMINHO MEU..
EU QUERO CAMINHAR
O REAL CAMINHO
DA FÉ...

Marizan di Carvalho
(Ao reproduzir esta obra favor informar a autoria)

terça-feira, 5 de março de 2013

CANDURA

À todos aqueles que se esforçam em cumprir o se papel em um mundo conturbado...






Na doce candura de teus gestos
Revelas ao mundo que percorres
Com fé, amor e lealdade
O segredo dos que nunca morrem:
Adotar com lentes da bondade
O aflito coração infesto.

As labutas árduas e constantes
Não conseguem te fazer parar
De plantares no Arraial da vida
Infalível História salutar:
O amor supera qualquer lida
Se prossegues firme e confiante.

Adversos são os dias maus
Mas, prosssegues nos teu afazeres
De quem cumpre mui determinante
O labor infindo entre os seres:
Afagar o coração gigante
Em candura Santa e fanal...
O amor supera qualquer lida
Se prossegues firme e confiante.


Marizan di carvalho
(direitos autorais - Proibida reprodução)

QUEM LEU?