terça-feira, 13 de dezembro de 2011

O Natal chegou!...(2) - repostagem

 O NATAL DO PAPAI NOEL

Embora haja muitas especulações quanto à figura do papai Noel, tradicionalmente, ele se apresenta de barba longa e branca, trajando um casaco vermelho de golas longas, combinando assim com as tonalidades do enorme saco de presentes.

Obviamente, que sua lendária história está associada a São Nicolau de Mira, que tendo vivido no III século depois de Cristo, teve desentendimentos com a Igreja, perdendo assim, a liderança da mesma, o que o levou ao trabalho voluntário de cuidar de crianças e necessitados. Mais tarde, torna-se santo padroeiro da Rússia, da Grécia e Noruega, sendo muito celebrado pela Igreja ortodoxa.

Apesar da história de papai Noel estar associada com a de São Nicolau nas diversas culturas, o bom velhinho que há bastante tempo distribui presentes para crianças pobres e de bom comportamento, tem feito aparições cada vez mais sofisticadas nas mais diversas camadas sociais. Como prova disto sãos as mais variadas opções de presentes, em tamanhos, cores e preços, que se distribui nesta época do ano em todo o mundo.

Apesar de sua popularidade,as comemorações alusivas ao natal e a difusão de seus ensinamentos, já foi alvo de muitas discussões em paises considerados protestantes.Houve época em que nesses países essas comemorações foram proibidas pela Igreja, devido a apologia que se fazia ao paganismo, o que contrariava alguns seguimentos do cristianismo.

Outro ponto a destacar, além da idolatria em torno de São Nicolau, que deu origem a papai Noel, é a forte associação de sua imagem ao consumismo e ao comércio em geral. Há quem diga que sua atual imagem esteja ainda, associada à coca-cola, devido às cores vermelhas e brancas de seus trajes.

Assim, se por um lado a imagem do natal está associada ao nascimento de Jesus, embora não seja aceito pela tradição judaica, por outro, vem sempre entrelaçada aos valores pagãos, consumistas e meramente comerciais de Noel, que uma vez ao ano da as caras e as barbas para fazer caridades e prestar formalidades.

No próximo post falarei do Jesus do natal e do natal de Jesus.

Tenho dito.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

QUEM LEU?